Ads.txt: Código combate a ‘ad fraud’ com transparência

Fabio Aleixo

O Ads.txt é um arquivo de texto simples que pode ajudar os compradores de mídia digital a acabar com o problema do tráfego fraudulento (ad fraud), que, só em 2016, resultou em cerca de U$7 bilhões de prejuízo para anunciantes em todo o mundo.

Apesar dos constantes avanços em tecnologia de dados, permanece alto o índice de anúncios que não são vistos pelo público-alvo por conta de ações de hacker e programas maliciosos que desviam e entregam esses anúncios para robôs.

Entretanto, o Ads.txt surgiu para evitar esse problema. Continue lendo este artigo e saiba mais.

O que é Ads.txt?

O Ads.txt (do termo em inglês Authorised Digital Sellers) é uma lista preenchida com todos os parceiros autorizados a vender o inventário de um produtor de conteúdo, que pode ser verificada automaticamente no ato da compra via mídia programática.

Caso o revendedor que oferece um espaço publicitário de um site não conste nesta listagem, a prática de tráfego fraudulento é automaticamente identificada e a venda não é concluída.

A solução foi desenvolvida para tornar as negociações via mídia programática mais transparentes. A iniciativa global partiu do IAB TechLab (frente do Interactive Advertising Bureau), no primeiro semestre de 2017, e já foi adotada por diversos veículos importantes como o portal UOL e seus parceiros, por exemplo.

Quais as vantagens do Ads.txt?

Com o Ads.txt, os compradores olham o arquivo para ter uma garantia de que a rede está autorizada a comercializar a mídia. Para os produtores de conteúdo, o arquivo garante que ninguém está vendendo o espaço disponível para anúncios do seu site em seu nome.

Para quem produz conteúdo na internet periodicamente, o investimento é praticamente nulo. É só adicionar o arquivo Ads.txt ao domínio. A operação é realizada somente pelo webmaster do veículo, o que torna o processo válido e autêntico. Por ser apenas um arquivo de texto, sua atualização é bem simples de ser feita. O IAB tornou os dados necessários para preenchê-lo padronizados e as informações estão disponíveis no protocolo de OpenRTB (Real-Time Bidding).

Já para os qu fazem a compra de mídias, o único  investimento é o de implementar um sistema capaz de ler esses dados nas plataformas de mídia programática.

Se levarmos em consideração o prejuízo que o arquivo ajuda a evitar, trata-se de um investimento quase insignificante.

Para que serve o Ads.txt?

No momento da compra da mídia, o sistema lê e verifica se o dado é realmente referente ao que o anunciante está comprando de forma programática.

É uma solução simples para a prevenção à ad fraud, e empresas de comunicação importantes precisam estar atentas e alinhadas a isso para preservar seu inventário (conjunto de espaços disponível para a impressão de anúncios).

Sites de outros países já foram identificados tentando se passar por produtores de conteúdo brasileiros, como o UOL, por exemplo.

Para atrair clientes, os inventários falsificados costumam apresentar valores mais baixos que os praticados no mercado ou prometer um desempenho melhor do que a mídia real, uma vez que suas métricas não são confiáveis. Com isso, se destacam em comparação aos demais players durante o bidding.

A verificação do Ads.txt serve para evitar a perda do investimento para esses fraudadores.

Conclusão

O arquivo Ads.txt é uma ótima ideia para quem deseja transparência e proteção contra tráfego fraudulento.

A grande vantagem é o fato de o investimento ser baixo e verdadeiramente eficaz. Não é à toa que os maiores portais de produtores de conteúdo como o UOL fazem uso dessa ferramenta.

Comentários com Facebook
Comments
pingbacks / trackbacks